quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Metas para 2019

Primeiro ano aqui na finansfera e lá vou eu lançar aqui minhas metas deste ano que se inicia.

São metas tanto no âmbito financeiro quanto pessoal.

Metas na Vida Financeira:

- Ter 100k investidos na renda variável;
- Atingir 5k em proventos anuais;
- Poupar acima de 60% de minha receita anual;
- Ter um patrimônio em dinheiro de 150k.

Meta na Vida Pessoal:

- Ler no mínimo 10 livros;
- Compreender mais inglês do que compreendo agora;
- Ficar abaixo dos 82kg;
- Voltar a correr até conseguir completar a distância de uma meia maratona;
- Participar de pelo menos 5 corridas de rua;
- Realizar minha primeira viagem internacional;
- Ver a neve pela primeira vez;
- Presenciar um eclipse solar total.

Então é isso pessoal, no final do ano farei a prestação de contas dessas metas.


Até mais.

sábado, 22 de dezembro de 2018

2018: o primeiro ano de investimentos - Desempenho anual

atualizado em 09/01/2019


2018 foi um ano fundamental para mim, pois foi nesse ano em que comecei realmente a investir.
No meio de 2017 coloquei meus primeiros R$ no Tesouro Direto, foi quando eu vi meu dinheiro pela primeira vez em um lugar diferente da conta corrente e poupança do meu banco. No final de 2017 me cadastrei em uma corretora e fiz alguns trades.

Mesmo assim, considero 2018 como o ano em que eu comecei a investir de fato, pois foi quando eu adotei a metodologia holder, e comecei a comprar ações que pagavam bons dividendos, pensando em futuramente viver da renda gerada por eles. 

A partir de agosto/2018 comecei a comprar também FIIs, e agora estou aportando cada vez mais FIIs na minha carteira, visando que ela fique balanceada entre FIIs e ações.


Agora vamos ao que importa:



O rendimento em 2018 foi bem baixo. Agora vamos aos dividendos e JCP recebidos.


Proventos recebidos mensalmente e soma total





Conforme fui engordando minha carteira, os dividendos também foram aumentando no decorrer de 2018.

Eu também registro todas as minhas despesas em  app de celular, e os proventos recebidos corresponderam a aproximadamente 7% de todas as minhas despesas de 2018.

Vale salientar que em 2018 tive alguns gastos altos que espero não repeti-los nem tão cedo, como a compra de um smartphone considerado top de linha por 2,4k, que eu espero que dure no mínimo 5 anos.  Comprei também uma smart tv. 

Portanto, espero que em 2019 eu reduza drasticamente minhas despesas ao passo em que os dividendos cresçam ainda mais, aumentando meu índice de independência financeira.

Então é isso, daqui em diante planejo publicar mensalmente o desempenho de minha carteira  e o recebimento de dividendos. 

Um ótimo 2019 a todos nós.

Até mais.




Um breve relato sobre quem sou

Nasci em uma comunidade rural  no sertão do Brasil. Apesar de todas as dificuldades existentes por aqui, sempre sonhei alto. Sempre sonhei em viajar pelo Brasil e pelo mundo, ver as bandas de rock internacional às quais sou fã, ver a neve,  a auroral boreal, assistir a  uma final de Copa do Mundo de dentro do estádio, entre outras tantas coisas.

Para poder realizar esses sonhos, sabemos que é necessário ter dinheiro. Só que aqui nesse interiorzão as oportunidades são escassas, e durante minha infância esses sonhos não passavam de verdadeiras utopias.

Eu nunca tive uma habilidade especial senão a facilidade em aprender, então usei essa habilidade da melhor forma que  eu poderia.

Comecei a estudar para concursos públicos, visto que por aqui é a melhor forma para melhorar de vida. Em um intervalo de três anos passei em três concursos diferentes. O mais recente,  desempenhando uma função na qual eu realmente gosto.

Boa parte da população acredita que servidor público é aquele marajá que recebe mais de 20 mil mensais, além de vários outros benefícios, mas a realidade da maioria esmagadora dos servidores públicos não é bem assim. Meu salário não é nem a metade da média salarial do funcionalismo público brasileiro.

Se comparado à realidade aqui da região, posso ser considerado um cidadão que ganha bem. Mas em qualquer uma das 27 capitais brasileiras o meu salário daria apenas para viver bem, sem qualquer luxo.

Sendo assim, sempre busquei um meio que pudesse me dar uma renda extra. A forma que estou conseguindo é no mundo dos investimentos.

Comecei a investir de fato em janeiro deste ano, com o objetivo de futuramente os rendimentos de meus investimentos pagarem todos os meus gastos, dando a mim a independência financeira, proporcionando-me a realização de meus sonhos.

Sei que isso é totalmente possível, independentemente de onde a pessoa vier, seja dos maiores centros urbanos ou do interior. 


Investidor do Sertão