sábado, 21 de março de 2020

Fechamento Fevereiro/2020

Fala galera,
é o mundo se acabando e eu fazendo meu fechamento mensal.

Em fevereiro já houve uma queda considerável na minha carteira, de 4,84%, mas nada comparado ao que estava por vir neste mês de março, e sabe-se lá o que virá nos próximos meses.

Sei que mesmo vendo meu patrimônio derreter, a minha única lamentação é não ter mais grana para aportar.

Enfim, como esse post ainda é sobre fevereiro, vamos a ele.



Pouca mudança na distribuição dos ativos.


Já no que realmente importa, a mudança foi grande, fevereiro/2020 foi o terceiro mês em que mais recebi dividendos. Recebi ao todo R$ 909,56 entre dividendos e  JCP de ações e proventos de FIIs.



Somando os dois primeiros meses do ano, já recebi mais do que o dobro do mesmo período do ano passado.


Então por hoje em só,
no fechamento de março serão várias mudanças

Até lá.


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Fechamento Janeiro/2020

Demorou, mas saiu.

Vamos ao primeiro fechamento mensal de 2020.

Como era esperado, muito do que subiu em dezembro de 2019 teve seu preço corrigido no mês passado. Além disso, o mercado está com um certo medo do coronavírus.

O resultado foi que apesar do meu aporte, a minha carteira encerrou janeiro com um valor nominal um pouco abaixo do de dezembro/2019.

Vamos a alguns números:

Ações: - 2,88%
FII: - 6,4% (baixou quase tudo o que subiu em dezembro)
Carteira: - 3,4%

Nesse mês de janeiro comecei a investir em ETFs e também passei a ser cotista do Fundo Alaska.
Agora minha nova distribuição de ativos está da seguinte forma:



Para não ficar com muitas categorias de ativos na tabela, coloquei as renda fixas da Nuconta e do Banco Inter em uma só categoria (CDB 100% CDI).
Na Poupança sempre deixo uma pequena quantia para me salvar em casos excepcionais, como por exemplo eu precisar de dinheiro em espécie em pleno fim de semana, que foi exatamente o que aconteceu em janeiro. Neste mês devo restituir o valor.


Em relação aos dividendos, coloquei como meta bem audaciosa receber acima de R$ 10.000 este ano.
Recebi em janeiro um pouco mais do que em relação ao mesmo mês do ano passado.
Vou precisar melhorar mais nos próximos meses se quiser bater a meta.




Por fim, o meu Medidor Fire se manteve estável, pois como eu disse anteriormente, apesar do meu aporte, meu valor nominal caiu, ficando um pouco abaixo do fechamento de dezembro/2019.




Ainda falta muuuuito.


Até a próxima.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Fechamento 2019

E acaba 2019, mais um ano que passou voando.

2019 foi sensacional para os investidores, pois praticamente tudo subiu, o que consequentemente deixou muitos eufóricos. Todo mundo querendo investir na bolsa. A B3 com recorde de investidores (apesar de ainda ser menos de 1% da população brasileira). Vários "gurus" surgindo... 

Ser investidor em 2019 foi fácil, vamos ver quando surgir um Bear Market. 

Como tudo subiu, minha carteira em 2019 também cresceu bastante. 


Vamos a alguns números:

Taxa de Poupança em 2019: 53,4% (pretendia ter poupado 60%);
Total aportado em 2019: R$ 51.925,78 (contando aportes do salário, reinvestimento de proventos e de lucro de vendas);
Valorização da Carteira de FIIs em dezembro/2019: 9,76%;
Valorização da Carteira de FIIs no ano de 2019: 16,14%;
Valorização da Carteira de Ações em dezembro/2019: 13,31%;
Valorização da Carteira de Ações no ano de 2019: 41,92%;
Valorização de toda a Carteira em dezembro/2019: 9,92%;
Valorização de toda a Carteira no ano de 2019: 25,83%.


Encerrei 2019 com a seguinte distribuição de ativos:



2019 foi um ano em que meus proventos mais do que dobraram. Eu tinha uma meta de receber  R$ 5 mil no ano. Meta essa que foi superada com folga. 

Para 2020 minha meta será receber R$ 10 mil.








Por fim, uma novidade que usarei a partir de agora será o meu Medidor FIRE, inspirado no post OS PRINCIPAIS MARCOS NA SUA CAMINHADA À INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA do grande Aposente aos 40. Minha meta será atingir 300x o valor médio do que considero atualmente o ideal para eu viver com meu padrão de vida atual (esse valor poderá ser corrigido futuramente). 

No momento estou 14,3% FIRE.




Por hoje é só. Um ótimo 2020 a todos.

domingo, 8 de dezembro de 2019

Fechamento Novembro/2019

Chegamos ao penúltimo mês de 2019. Mais uma vez o ano passou voando.

Em novembro aportei R$ 4.807.76 e fiz mais trocas de ações por FII. A distribuição de ativos ficou assim:



Eu que já tive 72,9% em ações no início de 2019, consegui reduzir para 51,3%.



Em relação aos proventos, em novembro bati novamente meu recorde

Proventos do mês

Ações: R$ 1.131,12
FII: R$ 278,08
Total de Novembro/2019: R$ 1.409,20

Janeiro a Novembro/2018: R$ 2.674,37
Janeiro a Novembro/2019:R$ 6.468,09(+141,9%)
Total de 2018: R$ 3.118,25



Muito bom ver as barras subindo ao longo do tempo. Que continue assim em 2020


Por hoje é isso. Até a próxima.

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Fechamento Outubro/2019

Faala galera,
tudo bem com vocês?

Chegamos a mais um fechamento.
Como podem ver, não coloco mais meu patrimônio. Eu retirei também todo o meu patrimônio dos posts anteriores. O que colocarei em relação a valores serão apenas os aportes e proventos recebidos.
Optei por isso por questão de segurança, afinal, sabemos como é esse nosso Brasil nesse quesito.

Aporte do mês: R$ 3.329,00
Somando o aporte com a valorização do mercado, meu portfólio subiu em outubro 1,43%.


Outubro foi um mês de realocações na minha carteira.
Vendi 3 ações que já não estavam pagando dividendos como eu esperava. Me desfiz de ECOR3, GRND3 e CIEL3. As duas primeiras com lucro, já Cielo com um baita prejuízo, mas na soma de tudo ainda tive um lucro de 13%.

Com essa grana comprei um lote de TAEE11, ITSA4 e muitos FIIs. 



Dei uma reduzida bacana na concentração em ações e aumentei minha participação em FIIS. Os proventos mensais de FIIs agora irão se aproximar dos R$ 300 mensais.


Falando em proventos, outubro foi bem razoável.

Proventos do mês

Ações: R$ 104,52
FII: R$ 224,41
Total de Outubro/2019: R$ 328,93

Janeiro a Outubro/2018: R$ 1.925,21
Janeiro a Outubro/2019:R$ 5.058,89 (+162,8%)
Total de 2018: R$ 3.118,25




Em outubro bati oficialmente a meta de receber R$ 5.000 em proventos em 2019. Para novembro já tem anunciado pouco mais de R$ 600 e nessas duas próximas semanas teremos os resultados do 3T.
Agora tenho a esperança de passar dos 7k até dezembro.


Por hoje é só.
Até a próxima.