quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Fechamento Agosto/2019 - R$ 130.932,63

Fala galera,
tudo bem com os senhores?

Chegamos a mais um fechamento mensal.

Em agosto minha carteira caiu após 3 meses consecutivos de alta, mas isso pouco importa para mim, pois em relação ao meu objetivo, que é viver dos proventos de meus investimentos, agosto acabou sendo um mês de quebra de recorde.
Na parte dos dividendos falarei melhor sobre isso.

Nesse mês de agosto meu irmão me pediu uma grana emprestada. Acadei emprestando a juros de 1% a.m. e ele vai me pagando como puder. Sendo assim, coloquei esse empréstimo na minha distribuição de ativos.
Comprei também pouco menos de R$ 200 de um título do Tesouro.


Enfim, em agosto fiquei assim:
Aporte do mês: R$ 3.996,84
Patrimônio: R$130.932,63




Agora vamos para a parte boa.

Bati novamente meu recorde no recebimento mensal de dividendos. Inclusive superei pela primeira vez a barreira dos R$ 1.000 mensais.

Proventos do mês

Ações: R$ 1.031,18
FII: R$ 227,43
Total de Agosto 2019: R$ 1.258,61

Janeiro a Agosto/2019:R$ 4.482,87
Janeiro a Agosto/2018: R$ 1.528,50
Total 2018: R$ 3.118,25

Com os dividendos e FIIs anunciados já garantidos para eu receber até o fim do ano, já bati a meta de receber R$ 5.000 em proventos em 2019.
Vamos ver então se vou conseguir passar dos 6k agora.





Para concluir... mesmo com a queda da bolsa em agosto, o meu aporte fez meu patrimônio continuar subindo, mantendo-se acima da meta.





Por hoje é só. Até a próxima.



sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Fechamento Julho/2019 - R$ 128.798,03

E aí galera da finansfera.
Chegou a hora de mais um fechamento mensal.

Em Julho pude voltar a aportar alto novamente. Em junho não foi possível por causa da viagem ao Chile.
Somada ao aporte também houve uma valorização em  meus ativos, o que levou meu patrimônio próximo dos 130k.


Acabei comprando alguns FIIs durante o mês e aos 45 do segundo tempo comprei um lote de BIDI4. Particularmente eu gosto mais de ações que pagam bons dividendos, no entanto o Banco Inter desde que entrou na Bovespa não para de subir e continua com boas perspectivas, então resolvi comprá-lo de olho na valorização de capital para uma futura venda.

Agora minha distribuição de ativos está assim:




Julho foi um mês bom também em relação aos proventos. Tive o 4º melhor recebimento mensal da história da minha carteira. Com isso recebi de janeiro a julho/2019 3x mais proventos do que no mesmo período do ano passado e acabei  superando tudo o que recebi em todo o ano de 2018.

Proventos do mês

Ações: R$ 456,48
FII: R$ 215,13
Total de Julho 2019: R$ 671,61

Janeiro a Julho/2019:R$ 3.224,16
Janeiro a Julho/2018: R$ 1.071,92
Total 2018: R$ 3.118,25




Por fim, segue minha tabela de Evolução Patrimonial, que coloquei como objetivo atingir R$1.000.000 em 15 anos contando a partir de janeiro/2018. Se esse valor será suficiente para eu atingir a IF, eu não sei. Provavelmente não. No entanto coloquei mais em razão da simbologia do "milionário", portanto é um valor que posso corrigir futuramente.
Agora coloquei uma linha vermelha em que corrijo mensalmente o valor da meta pelo IPCA. Então a linha azul é 1 milhão em valores nominais e a vermelha 1 milhão em valores reais.


Então é isso, até o próximo fechamento.






quinta-feira, 11 de julho de 2019

Retorno das férias e fechamento de Junho/2019 - R$ 121.761,84

Fala aí, pessoal.
Fechamento do mês um pouco atrasado, pois eu estava viajando de férias, mas agora a rotina volta ao normal.

Passei 12 dias no Chile. Foi minha primeira viagem internacional. Vi a neve pela primeira vez. Pretendia até esquiar, mas não deu certo. 

O principal dessa viagem ocorreu no dia 2 de julho, quando presenciei o eclipse solar total na cidade de La Serena. É uma experiência única que não dá nem para explicar.  Se a viagem fosse apenas para ver esse eclipse, ela já teria valido a pena.

Uma foto que tirei, mas nenhuma foto retrata a emoção que é presenciar ao vivo

Essa viagem serviu também para eu ver que após a IF não vai rolar viagens pelo mundo sem parar. 
Após 10 dias de viagem eu já estava louco para voltar ao Brasil, sentir o clima daqui e, PRINCIPALMENTE, voltar a comer a comida daqui. 
NÃO HÁ COMIDA NO MUNDO MELHOR DO QUE A BRASILEIRA.

Agora voltando ao assunto finanças... por causa da viagem coloquei o salário que recebi dia 3 de junho no CDB do Banco Inter e no final do mês retirei o valor necessário para minha viagem.
Com isso, o aporte de junho foi de apenas R$ 79,88, mas com a subida da bolsa ainda encerrei o mês com patrimônio de R$ 121.761,84, valorização de 4,12%.



Acrescentei uma linha diagonal na minha tabela de Evolução Patrimonial que vai em busca de minha meta, que é atingir 1 milhão de reais até dezembro/2032.
Um amigo meu apostou que eu 2026 eu bato a meta. Quem dera hein!?

Eu sei que 1 milhão hoje já não resolve a vida como resolvia na época do "Show do Milhão". Daqui a 13 anos é que não resolverá mesmo. Então muito provavelmente farei ajustes futuros no valor da minha meta.




Em relação aos dividendos, passei agora a receber acima de R$ 200 ao mês com FII.


Dividendos do Mês

Ações: R$ 102,74
FII: R$ 226,30
Total de Junho/2019: R$ 329,04

Total de Junho/2018: R$ 171,64
Janeiro a Junho/2019: R$ 2.552,55
Janeiro a Junho/2018: R$ 990,74

Tinha a meta de receber R$ 5.000 em dividendos em 2019, encerrei a metade do ano com pouco mais de R$ 2.500. Agora é torcer para o segundo semestre ser tão bom quanto o primeiro.



Então é isso pessoal, até a próxima.